13 outubro 2015

29

Oral-B 3D Whitestrips Fitas Branqueadoras foi descontinuado no Brasil

Olá, Belinhas,

Recebi muitos emails de leitores perguntando sobre a falta das fitas branqueadoras dentais da Oral-B 3D WHITESTRIPS. Entrei em contato por e-mail com o Serviço de Atendimento ao Consumidor P&G para obter informações. Em resposta, a P&G descontinuou a comercialização do produto porque o principio ativo PERÓXIDO DE HIDROGÊNIO deve ser vendido apenas com prescrição médica.



Acredito que o Conselho Federal de Odontologia, bem como vários Conselhos Regionais de Odontologia tenham enviado à Anvisa representação para a suspensão da venda livre do produto nas farmácias, perfumarias e lojas de departamentos. 

A polêmica foi muito grande porque o produto como era vendido livremente não havia controle sobre o uso indiscriminado, podendo causar danos nas gengivas e agravamento de sensibilidade. Também acho que o produto era um forte concorrente (com preço de custo mais barato) que os tratamentos de estética dental feita pelos profissionais habilitados.

Para quem tem boa memória, as tiras branqueadoras teve como garota propaganda no Brasil nada menos que Gisele Bündchen e ficou muito tempo com campanha publicitária em revistas e televisão. Até no Programa Mais Você (Ana Maria Braga) teve espaço de merchansing.



Quando comprei o produto sua venda era livre e eu já havia feito tratamento de clareamento dental em consultório. Não tinha comprado de forma ilícita. Comprei em farmácia com emissão de nota fiscal, fiz o uso e depois publiquei minha resenha aqui no blog. Recebi várias críticas de dentistas, teve gente que disse que fiz manipulação digital das imagens com Photoshop e até fui ameada por email de está exercendo ilegalmente a profissão. Eu comprei o produto como consumidora (pessoa fisíca), não fiz revenda. Compartilhei apenas a minha experiência de uso. 


Meu compromisso é com meus leitores. Por isso, considero fundamental divulgar a informação de que o produto teve sua comercialização SUSPENSA no Brasil.  

O canal oficial da Oral-B no Brasil é com a P&G, detentora da marca Oral-B http://www.oralb.com/pt-br/   SAC: 0800 0115051. Estou somente compartilhando com vocês a informação. 

Segue abaixo, o email de resposta que recebi do Serviço de Atendimento ao Consumidor P&G:


" Olá Vanessa,

Boa tarde, tudo bem?

Me chamo Taynara, recebemos seu e-mail a respeito de não esta encontrando as fitas 3D Whitestrips. Agradecemos o envio da sua mensagem.
Informamos que as fitas Whitestrips foram descontinuadas no Brasil em 8 de Agosto de 2015, por causa da regulamentação da ANVISA que requer que os produtos com peróxido devem ser vendidos apenas com prescrição médica. Informo que todos seu relato foram compartilhados com as áreas responsáveis da empresa P&G.

Serviço de Atendimento ao Consumidor P&G".

Quando fiz a aplicação das fitas branqueadoras fiquei muito satisfeita com o resultado. Entendi que o produto não substitua o tratamento feito pelo dentista (eu o usei como manutenção do branqueamento). O meu resultado de clareamento dental também tem relação direta com o tratamento estético profissional cerca de 2 anos antes, pois o tom dos meus dentes, especialmente com caninos que eram mais amarelados, ficaram uniformes.  O clareamento das tiras para meu caso era de manutenção do branqueamento. Jamais abusei do uso e tomei os cuidados necessários, inclusive usei moldeiras de silicone para diminuir o contato do peróxido de hidrogênio na boca.

Imagino que o próximo  produto a ser SUSPENSO e virar alvo de polêmica é o novo Colgate Luminus White Advanced, produzido no México e vendido nas farmácias aqui no Brasil sem prescrição. A embaixadora desse creme dental clareador é a Top Blogger Camila Coelho. O produto também contém PERÓXIDO DE HIDROGÊNIO e promete até 3 tons mais brancos.






PERÓXIDO DE HIDROGÊNIO conhecemos como ÁGUA OXIGENADA. De acordo com a resposta que recebi do SAC P&G no qual afirma que o ativo deve ser vendido com prescrição médica, acho que os oxidantes que são usados nos cosméticos para clareamento capilar e até mesmo a Água Oxigenada 10% que usamos para higienizar pequenos ferimentos também devem ter regras mais rígidas estabelecidas pela Anvisa.

Eu comprei na farmácia o novo Creme Dental Colgate Luminus Advanced e na embalagem não consta aquele selo "Aprovado pela Sociedade Brasileira de Odontologia"! Será que a Anvisa não tem conhecimento? Será que o CFO e a ABO também não viram que esse novo Colgate Luminus tem peróxido de hidrogênio? Se não sabem, tomarei providências para que os respectivos órgãos fiquem cientes da existência deste produto.  Entrei em contato com a Anvisa pelo número 0800 642 9782  e abri protocolo de consulta sobre o PERÓXIDO DE HIDROGÊNIO EM PRODUTOS ODONTOLÓGICOS E COSMÉTICOS ISENTOS DE PRESCRIÇÃO MÉDICA.

Gostaria que os fabricantes de produtos odontológicos tivessem mais critérios antes de colocarem seus produtos à venda aos consumidores. Que o Conselho Federal de Odontologia ou demais órgãos regulamentadores sejam sempre consultados para emissão de parecer técnico sobre os novos produtos de uso bucal. Se um determinado  produto tem comprovação científica de que não deve ser usado sem o monitoramento do profissional em Odontologia, que não seja aprovada  sua  venda direta sem prescrição.

Nesse ponto me senti profundamente lesada como consumidora. Fui atacada nos meus direitos porque não comprei o Oral-B 3D Whitestrips de forma ilícita e fui tratada como se eu fosse criminosa ou como se estivesse sendo paga pela P&G para fazer divulgação do produto no meu blog.

Espero que esse post seja útil. Nas resenhas que fiz sobre o produto da Oral-B inclui a nota informando que o produto teve comercialização suspensa. Não deletei meus posts porque não vou simplesmente fazer de conta que não usei ou que não fiz resenha. Não fiz apologia indiscriminada ao uso e sempre recomendei a consulta ao dentista.



29 comentários:

  1. O creme dental sera apenas mais uma opcao na prateleira como as outras, nao acredito q seja necessario uma autorizacao da anvisa, pois eh apenas um creme dental, uma promessa, cabe ao consumidor levar ou nao pra casa.

    Carla maria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu gostaria que a Anvisa ou outro órgão regulamentador que seja responsável, tivesse regras claras na liberação, indicação ou restrição de uso. Se um produto pode ter peróxido de hidrogênio, qual seria a concentração percentual máxima para venda sem prescrição? 1% 0,5%, 0,025%, 0,001%??? Se não pode, que seja proibido e ponto final. Não teria nem o que discutir. Foi o caso dos antibióticos e medicamentos de uso controlado. Sempre tem furos, mas reduz bastante a compra indiscriminada.

      Eu comprei o Colgate Luminus Advanced. Paguei em torno de 10,00. Não chega nem de longe ao clareamento das tiras, mas o que posso dizer é que o bicho tem peróxido sim e clareia (e pode causar sensibilidade também, dependendo do histórico clínico). Eu escovo com uma quantidade mínima e fico salivando feito uma lhama! Não considero um tratamento de clareamento, mas pelo menos para mim, conserva meu clareamento.

      Se tem peróxido esse creme dental, porque está sendo vendido livremente? É porque sua concentração é mímina, ou não ameaça diretamente os tratamentos de estética bucal? É isso que eu como consumidora tenho direito de saber.
      O creme dental de dez reais não oferece riscos, mesmo contendo peróxido ou não? Vai inflamar gengivas, vai provocar corrosão ácidas?

      Qdo usei as tiras meus dentes ficam como se tivesse acabado de sair do consultório. Cheguei a manda fotos para você, lembra?
      Esse creme dental não funciona da mesma forma, provavelmente tem concentração muito menor de peróxido de hidrogênio. Mas ele conserva bem o clareamento.

      Bjsss

      Excluir
    2. Lembro sim, foi um belo resultado.

      Excluir
    3. Meus dentes respondem muito rápido a clareadores. Até quando faço a limpeza na dentista com jato de bicarbonato de sódio saio com os dentes da cor de isopor! hahaahah
      O clareamento aos poucos vai perdendo aquele branco folha de papel (na verdade nem gosto muito porque chama demais a atenção...como diz Cleber bricando... fecha a boca porque é muito branco nos teus dentes e quero dormir kkkk tá alumiando o quarto todo!)
      Sempre tive dentes claros, mas me incomodava muito a cor dos caninos e pre-molares. Qdo fui fazer a avaliação no consultorio o dentista pegou a escala com os dentes para ver o meu tom... foi uma frustração. Nos caninos seriam 2 tons no máximo e no restante 1 tom. Fiquei muito satisfeita com o resultado e nunca mais tive o desconforto de ver os caninos amarelados e o restante branco.

      As tirinhas foram ótimas para a manutenção do resultado. Em mim nem precisei usar a caixa toda. Com metade do tratamento já era suficiente para renovar o clareamento.

      Agora tenho usado o creme dental Luminus Advanced. Na limpeza diária e controle de placa, o produto não achei bom. Mas para clareamento sim. Ficam mais brilhantes e para a gente que já fez tratamento de estética bucal, conserva o clareamento.
      Até quando o produto ficará disponível para venda.... vou assistir sentada. O produto tem mais ou menos quase 2 meses que chegou nas farmácias.

      Excluir
  2. As fitas acredito q houve uma pressao do conselho, que a gigante orab esolveu nao brigar, pois nao acredito que as vendas algum dia foi um sucesso, moro em sao paulo e se vendia ate em perfumaria, o retorno nao foi como esperado, entao eh mais facil retirar um produto com baixas vendagens do q persistir, insistir num mercado onde a populacao como um todo nao usa fio dental?
    Eu comprei 2x o produto e nao vi diferenca, pois o clareamento que fiz no consultorio ha 2 anos e tenho em casa o produto e as moldeiras tem o ativo de 16%, muito alto pra se comparar as fitas, nos meus dentes nao rolou.

    Carla maria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você apontou um dado importante. Mesmo valor inferior qdo comparados aos tratamentos profissionais, a caixa das tiras custavam em média 70,00. Não era um produto para atender consumidores C e D. No exterior o uso das tiras são bem comuns e o poder de compra sendo maior, as tiras são mais populares.
      O seu Whiteness é com concentração percentual profissional. Uso com prescrição.

      Descontinuar um produto por baixa vendagem acontece o tempo todo. Vejo isso todos os meses nas revistinhas da Avon, Natura etc. Mas achei esse episódio mais sério, porque se houve pressão para retirar o produto de circulação, qual foi o parecer? Meramente comercial ou foi científico com risco para a saúde?

      Atualmente há vários trabalhos acadêmicos sobre o tema. Basta entrar no portal Scielo e pesquisar.
      Para começo de conversa, o método de moldeira oferece riscos também. Basta o paciente pingar uma gota a mais na modeira, ultrapassar o tempo de pausa etc. O profissional orienta, mostra como aplicar..mas é ele em casa que executa. Se o paciente não seguir rigorosamente a prescrição, poderá ter problemas também.
      Eu acho que nem deveria ter essa opção. Somente em consultorio mesmo. O profissional faz a barreira de silicone nas gengivas, coloca aquele alargador para proteger os lábios, coloca no paciente oculos de proteção UV no paciente, aplica o produto, controla o grau de clareamento, estimula com led.....

      Custa bem mais caro, mas se é a segurança que está na berlinda, não tem o que discutir. Se é caro e não tenho como pagar, não faço.
      Mas botar um produto no mercado, com venda irrestrita... criar tanta polêmica e depois tirar... é complicado. Fica a sensação do vale tudo. Se lucrou otimo.. se prejudicou o consumidor... que o consumidor fique lesado.

      Excluir
    2. Quando eu vi pela primeira vez as tiras por 60 reais eu achei caro, vc q me conhece sabe q acho tudo caro kkkkkkkkk, eu pensei, tudo bem, enquanto a demanda estiver alta o produto se mantera nesse valor, mas derrepente comecou a vender nos sites de compra coletiva, depois comecaram a abrir a caixas e vender a 2 reais, eu vi a derrocada ali, a demanda caiu drasticamente e o produto baixou o preco, fracassou, eu nao sou profissional de marketing mas trazer a budchen deu uma ideia de riqueza, de glamour ao produto, digamos q assustou a classe q mais consome.

      Excluir
    3. Eu faco uso do clareamento de moldeiras e se exagero na dose do gel a gengiva fica acabada, faco uma aplicacao a cada 6 meses, coloco a noite para durmir e tiro pela manha.
      Se minha dentista gosta? Claro q nao, pq ela ganhou dinheiro uma vez so, e com as moldeiras, q eh algo pessoal e exclusivo, depois nao, o gel eu compro dela com muita resistencia, mas ela sabe se nao me vender compro em sites internacionais.

      Excluir
    4. Quando começaram a vender as tiras por sachês também estranhei quando você me contou. Lá fora é muito comum e os dentistas recomendam para a manutenção.
      O método das moldeiras é como você explicou. Qdo eu fiz o dentista disse: no seu caso, só de 2 a 3 anos no mínimo para fazer outro tratamento. Ele disse: se exagerar os dentes ficarão cinza. Fazendo em consultório seria 1 sessão no máximo por arcada. Dai eu obedeci.

      Excluir
  3. Então quer dizer que colocam um produto a venda, você compartilha a sua experiência de algo que adquiriu de forma lícita e ainda tem que aguentar este tipo de coisa? Aff como existe gente ridícula na face da terra!
    Tem muito profissional honesto e ético, mas também já sofri com dentistas sacanas que não pensam no nosso bem estar, apenas no dinheiro.
    Eu penso assim, se tem algo que posso usar, que me trará benefícios a um custo menor, porque não?
    Concordo com você sobre não retirar os posts do blog, pois são suas experiências, e que dane-se que achar ruim Nessa!

    Beijokas
    Deborah S.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deborah,

      Quando as fitas foram lançadas no Brasil eu já conhecia o método. É muito comum lá fora, no mercado asiático nem se fala. Dai quando fiz a compra foi algo tão normal para mim que nem imaginei que iria causar tanto alvoroço.

      Fui acusada de tanta coisa.. Que eu recebia dinheiro da Oral B, que eu manipulava no photoshop as fotos...que eu fazia em consultorio e mostrava as tiras....Não sou ninguem importante, não sou Gisele Bundcher, Ana Maria Braga... ou outra celebridade para ser referência de beleza ou influência.

      Contei a minha experiencia, relatei que já tinha feito tratamento em consultorio cerca de dois anos antes, expliquei as caracteristicas dos meus dentes e comprei as fitas para manutenção do clareamento que fiz anteriormente. Simples assim. Tanto que qdo comprei nem usei a caixa toda. Usei metade porque os dentes clarearam muito e eu não posso abusar e nisso sou muito consciente.

      Depois da xingação toda, leitores estavam perguntando onde encontrar o produto. Eu nem estava sabenddo. Qdo escrevi para o SAC e que tive a resposta fiquei indignada!
      Se não poderia ter nem 0,0001% de peróxido porque foi colocado à venda sem prescrição? O produto poderia tá lá na farmacia junto com os antibioticos e medicamentos de tarja preta! Compra quem tem receita. simples assim.

      Mas não foi isso bem o que aconteceu. Aguardo a resposta oficial da Anvisa sobre o assunto. Comprei o creme dental da Colgate há cerca de 1 mes e claro, ele chama a atenção sim para quem gosta de dentes brancos. Paguei no caixa da farmácia com emissão de nota fiscal. Não foi numa salinha em nenhum corredor escuro no centro da cidade usando oculos escuros e peruca! Esse novo creme dental Colgate Luminus tem peróxido de hidrogenio também. Dai fica a pergunta? Pode ou não pode ser vendido sem receita nas farmácias? É isso que desejo saber e compartilhar a informação.
      Para depois não ter taxada como criminosa.

      Eu só retiraria um post por meio de resolução específica. Jamais depreciei alguem ou imagem de empresa. Sou apenas consumidora e sempre que tenho uma experiencia negativa, antes de publicar minha opinião entro em contato com o fabricante para que o mesmo tenha conhecimento do problema. Registro protocolo e publico a resenha.

      Um bom exemplo são os sorteios que estavam sendo feitos livrementes pelos blogs e no facebook. Ate hoje eu vejo. Saiu uma portaria informando que todos sorteios precisam ter autorização prévia da Caixa Econômica Federal, ter número de autorização (tem muitas regras e a mais complicada de seguir...a empresa parceira do sorteio não pode ofertar como prêmio o produto da marca. Ex. uma marca de xampu...nao pode ter o premio o xampu que fabrica...teria que ser um outro produto). Sendo assim, desde a data de circulação da portaria, não fiz mais sorteios e também não participo de nenhum sorteio.

      Muitos blogs nem ficaram sabendo dessa portaria. Assim que tomei conhecimento, sempre que uma empresa desejou ofertar produtos para sorteio aqui no blog, expliquei as novas regras e sugeri que pudesse selecionar leitoras para receber produtos para testar. Desta forma, eu entro em contato com a leitora para receber o kit gratuitamente e se a mesma tem disponibilidade de testar e contar sua experiencia. Ninguem faz cadastro de nada, não é feito sorteio de nenhuma natureza. Apenas faço o contato e a empresa que envia. Desta forma, não fere a legislação, nem tem acesso a dados de internautas etc.
      Nunca recebi dinheiro para escrever resenhas e tenho total liberdade para avaliar os produtos que eventualmente recebo.

      Bjsss querida!

      Excluir
    2. Nossa, tem tantas coisas que não sabemos, essa sobre os sorteios eu nunca havia ouvido.
      Você tem o hábito se se informar sobre tudo, e quem não tem?
      Eu concordo em tudo o que você disse q assino embaixo!

      Amo o seu Blog, tudo o que você posta é maravilhoso e é isso o que importa!

      Beijos minha flor!!

      Excluir
    3. Nem eu sabia desse troco de sorteio, q horror

      Excluir
    4. Pra você vê! E já tem mais de dois anos a portaria da Secretaria da Fazenda.
      É proibido um monte de coisas, uso de redes sociais, pedir para curtir uma pagina e o que mais complicado, uma empresa nao pode sortear nada que tem a própria marca ou produza....

      Excluir
    5. Quem não tomou conhecimento da portaria, ela é de julho de 2013. Muitos blogs e redes sociais insistem em fazer sorteios. Acho que por desconhecimento mesmo. Não acho que seja por má fé.

      https://www.fazenda.gov.br/institucional/legislacao/2013/portaria-no.-422-de-18-de-julho-de-2013

      Para ficar de acordo com a portaria é muito complicado e burocrático. O sistema que adoto atualmente, usando critérios de seleção/escolha funciona super bem. Eu conheço as leitoras que comentam, participam do blog. Se o produto tem o perfil da leitora, entro em contato e pergunto se ela deseja receber o produto da empresa para testar.Eu peço apenas, se possível, de escrever por email uma devolutiva para saber o que achou do produto. Se ela não tiver tempo para escrever, sem problemas. Empresa séria deseja saber a opinião do consumidor para aprimorar seus produtos. Se a empresa que apenas divulgar a marca, aumentar vendas tem outros caminhos...agências de publicidade, comerciais, campanhas em revistas etc.

      Excluir
  4. Email de Resposta SAC Colgate-Palmolive:

    De: Colgate-Palmolive
    Assunto: Em resposta ao seu Atendimento No # 055434430A


    Estimada Profa. Vanessa Sial,

    É com satisfação que registramos seu contato com a COLGATE-PALMOLIVE, através do Centro de Atendimento ao Consumidor.

    Informamos que o uso do selo ABO ( Associação Brasileira de Odontologia ) não é obrigatório e Colgate Palmolive não estiver usando-o em linha Luminous White.
    Nossos produtos cumprem com todas as regras da Anvisa . O número de registo está localizado na embalagem .

    Agradecemos sua atenção e permanecemos à disposição para quaisquer informações adicionais, críticas ou sugestões.

    Atenciosamente,



    Nidia Urueña Jimenez
    Representante
    Colgate-Palmolive

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Continuo aguardando resposta técnica da Anvisa sobre a inclusão do peróxido de hidrogênio dos produtos bucais. Se o Colgate Luminus White Advanced está em conformidade, ótimo para nós consumidores.

      Excluir
  5. Olá Nessa,
    Estou indignada por vc ter sofrido tantas críticas por causa de uma resenha de produto.
    Vc uma blogueira séria, que sempre expressa sua real opinião não merece ser tratada com tamanho descaso, quer dizer, nenhum ser humano merece.
    Vc testou, gostou e publicou sua opinião, sempre que o produto é enviado a vc para teste vc divulga isso, não é a toa que tem leitoras fies e que admira seu trabalho.
    Mas entendo que a partir do momento que colocamos algo no mundo virtual, estamos sujeitos a críticas e acusações!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Deni,

      Receber críticas faz parte da exposição da nossa opinião. O que foi complicado foram as ameaças. Interessante que ninguém apareceu para criticar o meu vídeo sobre cuidados de higiene bucal em bebês e crianças menores de 3 anos. Recebi a orientação clínica no curso de Saúde Bucal no posto de saúde do meu bairro e compatilhei o que aprendi pq achei muito importante. Mas cadê que fui "acusada" de está agindo de má fé ou algo do gênero.

      Achei péssima a postura da Oral-B que tirou o produto sem comunicado algum. Primeiro lança, depois que é criada a polêmica...sai de fininho.
      Depois o consumidor que usou o produto sai como o criminoso na história.

      Sobre o creme dental da Colgate, postei no campo de comentários a resposta do SAC. Ainda não recebi resposta técnica da Anvisa. Continuo aguardando....

      Bjssss querida!

      Excluir
  6. ola Vanessa, me chamo Aline, e como os produtos não são mais vendidos no Brasil, gostaria de saber em qual site internacional posso comprar ? obrigada

    ResponderExcluir
  7. Eu já usei ao creme dental Luminus, porém não aconselho, o produto sensibilizada demais a gengiva que começa a formar pequenas fissuras, quando se escova o dente a gente sente um desconforto, parece uma leve ardência, como se houvesse ferimentos, não sangra, mas incomoda. Se parar de usar, param os sintomas, então não é outra coisa e sim o creme dental mesmo. Aconteceu o mesmo com minha filha.

    ResponderExcluir
  8. Eu já usei ao creme dental Luminus, porém não aconselho, o produto sensibilizada demais a gengiva que começa a formar pequenas fissuras, quando se escova o dente a gente sente um desconforto, parece uma leve ardência, como se houvesse ferimentos, não sangra, mas incomoda. Se parar de usar, param os sintomas, então não é outra coisa e sim o creme dental mesmo. Aconteceu o mesmo com minha filha.

    ResponderExcluir
  9. Que pena. O produto era ótimo. Nos meus dentes os resultados foram incríveis. Muitas pessoas que convivem comigo questionavam se eu havia feito branqueamento no dentista.

    ResponderExcluir
  10. Sério que vocês precisam que a Anvisa diga o que vocês podem ou não usar nos seus dentes?

    Será que vocês, como adultos não podem escolher o que utilizar ou não? Estas fitas são vendidas livremente em todo o mundo. A Anvisa é uma piada, um monte de burocrata inútil que ficam 'cagando ordem' como se nós fossemos crianças carentes de tutela.

    É óbvio que o objetivo não é o bem do consumidor, mas sim, assegurar o lucro de dentistas e seus sindicatos que mantêm esse tipo de corja.

    ResponderExcluir
  11. Vc poderia informar se existe um site internacional que venda o produto?Usei por um tempo e tive resultado excelente.Grata

    ResponderExcluir
  12. Vc poderia informar se existe um site internacional que venda o produto?Usei por um tempo e tive resultado excelente.Grata

    ResponderExcluir
  13. Suei, acho que no ebay ou ali express seria os sites para procurar.

    ResponderExcluir
  14. Eu usei o Oral-B e achei muito estranho não ter conseguido comprar mais. Usei 3x num período de dois anos e percebi muiiitaaaaaa diferença nos meus dentes. Tenho dentes muito amarelados por um problema infantil e sem mais nem menos quase fiquei com meus dentes brancos por conta das fitas. Creio que a proibição foi por pressão dos dentistas por estarem ganhando menos em claramentos. Digo isto pq minha dentista é uma ótima profissional e me contou sobre, afirmando que logo após a venda desse produto a procura por clareamentos odontológicos diminuiu certa de 75%. Claro que dá e muito para acreditar. Vivemos no Brasil né... tambem mandei um email a Oral-B, a resposta que tive foi que eles resolveram retirar para não entrar em conflitos com a anvisa, que não daria em nd.

    ResponderExcluir
  15. Eu usei o Oral-B e achei muito estranho não ter conseguido comprar mais. Usei 3x num período de dois anos e percebi muiiitaaaaaa diferença nos meus dentes. Tenho dentes muito amarelados por um problema infantil e sem mais nem menos quase fiquei com meus dentes brancos por conta das fitas. Creio que a proibição foi por pressão dos dentistas por estarem ganhando menos em claramentos. Digo isto pq minha dentista é uma ótima profissional e me contou sobre, afirmando que logo após a venda desse produto a procura por clareamentos odontológicos diminuiu certa de 75%. Claro que dá e muito para acreditar. Vivemos no Brasil né... tambem mandei um email a Oral-B, a resposta que tive foi que eles resolveram retirar para não entrar em conflitos com a anvisa, que não daria em nd.

    ResponderExcluir