30 junho 2016

4

Bastão Labial Lip Ice Sheer Color

Olá, belinhas!

Esperei quase 1 ano para conseguir encontrar os produtos de hidratação labial Lip Ice. Eles pertencem à Rohto Mentholatun (empresa japonesa) e que estão sendo importados para o Brasil. Os balms labiais Lip Ice são famosos pela alta qualidade, efeito umectante, ser enriquecido com vários ingredientes botânicos e cera de abelha na composição.
Finalmente a Panvel chegou aqui em Maringá!!! Fiz meu safari na farmácia e quem eu encontro? Os balms da Lip Ice!!! Fiquei tão contente como manhã de natal! Comprei da linha Sheer Color as duas versões disponíveis da loja - Morango e Sem Fragrância. Estou apaixonada por esses hidratantes labiais, são perfeitos!




Morango

Sem fragrância



Minha avaliação: O bastão labial Lip Ice Sheer Color vem em embalagem blister para expositor. Geralmente é colocado perto dos caixas nas farmácias para facilitar a sua localização. O estojo é lindo (rosa chiclete), resistente e de excelente qualidade (lembra bastante os batons da linha Avon Extra Lasting). A bala é fininha, o que confere maior precisão durante a aplicação nos lábios. 

A fragrância de morango é muito suave e não senti sabor. O Lip Ice não deixa sensação mentolada como eu imaginava por causa do nome do produto. Amei a sua textura levíssima que não deixa excesso de brilho ou resíduos. A sensação de conforto e hidratação é imediata.

Na fórmula encontrei vários ativos que adoro como óleos de jojoba, madacâmia e coco, manteiga de karité, ceras de abelha, candelila e carnaúba.





O que eu mais amei foi a mudança de cor. O bastão é cor de cera alba, mas em contato com os lábios (processo termo ativado), dá uma corzinha linda de saúde na boca! De acordo com a embalagem, cada pessoa dá um tom diferente "Você é única, a sua cor também". Isso porque o produto reage com a pele e a temperatura corporal. Lindo fica o tom nos lábios.Em mim deixou um tom rosa pêssego bem discreto. 






Amei o Lip Ice e agora entendo porque os produtos da marca fazem tanto sucesso no mercado cosmético asiático. Aprovado com distinção e louvor!


Onde comprar: farmácias 
Na Panvel (Av. Curitiba, Maringá) paguei R$15,80



23 junho 2016

4

O Boticário, Natura, Theraskin e Yamá se unem com o IPT e desenvolvem nanocápsulas para uso em cosméticos

TECNOLOGIA - Agência Pesquisa Fapesp de Notícias


Nas profundas camadas da pele


O Boticário, Natura, Theraskin e Yamá se unem com o IPT e desenvolvem nanocápsulas para uso em cosméticos

EVANILDO DA SILVEIRA
 | REVISTA PESQUISA FAPESP ED. 243 | MAIO 2016


Quatro grandes empresas do setor nacional de cosméticos se uniram para desenvolver em conjunto uma tecnologia de interesse comum, que poderá dar mais competitividade às participantes do projeto. Realizado em parceria com o Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo (IPT), o projeto cooperativo contou com as empresas Grupo Boticário, Natura,  Theraskin e Yamá e levou à criação de dois novos métodos de nanoencapsulação de princípios ativos de cosméticos. Sob a coordenação do IPT, o grupo, ao longo de dois anos, investiu R$ 2,4 milhões, divididos em três partes iguais de R$ 800 mil entre o instituto (que contabiliza o uso dos laboratórios e o pessoal envolvido), as quatro indústrias (que gastaram R$ 200 mil cada uma) e a Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii), organização social mantida pelos ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e da Educação (MEC).

Laboratório de Biotecnologia Industrial do IPT: 
reator onde se preparam soluções de nanopartículas [foto: Eduardo Cesar]

O resultado final foi uma plataforma tecnológica que está disponível para as empresas participantes do projeto. Durante os estudos, cada empresa colaborou na pesquisa e aprimorou seus conhecimentos nessa área. Por serem concorrentes, nenhuma delas sabia o que as outras iriam colocar dentro das nanocápsulas. O que cada empresa pretende usar foi tratado apenas com a equipe do IPT, sob contrato de sigilo. A ideia do projeto surgiu em 2012, quando o IPT propôs ao Instituto de Tecnologia e Estudos de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Itehpec), braço tecnológico  virtual da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec), que congrega cerca de 380 empresas, identificar entre os associados quais eram as principais demandas do setor na área de desenvolvimento de novas tecnologias.

“Apresentamos nossas linhas de pesquisa e enviamos um questionário para as empresas em que procurávamos saber quais eram as demandas”, conta a farmacêutica Natália Cerize, do Laboratório de Biotecnologia Industrial do Núcleo de Bionanomanufatura do IPT, coordenadora do projeto. “Constatamos que a maior demanda era na área de nanoencapsulação de cosméticos. No começo, 11 indústrias demonstraram interesse, número que depois se reduziu para nove e no fim chegou a quatro. Desenhamos então o projeto e assinamos o contrato em julho de 2013, para um trabalho de 21 meses”, conta Natália. Em 2015, o mercado brasileiro foi o quarto do mundo com faturamento de R$ 42 bilhões, atrás dos Estados Unidos, China e Japão.

No projeto, foram desenvolvidos dois tipos de nanocápsulas ou nanoesferas. A primeira imita uma célula e a outra é maciça, como uma bola de bilhar. Elas têm tamanhos entre 100 nanômetros (nm) e 600 nm (1 nanômetro é a milionésima parte de 1 milímetro). Ambas são feitas de um tipo não revelado de polímero. Na primeira, a substância ativa do cosmético é protegida por uma membrana e na segunda ela é misturada e distribuída por toda a massa da nanoesfera. Entre as vantagens dessa tecnologia estão a proteção do princípio ativo para evitar sua degradação durante a aplicação e a liberação controlada apenas nas camadas mais profundas da pele. “O material poderá ser liberado mais rápido ou mais devagar, conforme o efeito do cosmético que se quer obter”, explica Natália. A técnica possibilita ainda a absorção cutânea mais direta e a ação mais localizada e duradoura dos compostos.


Concepções diferentes - A encapsulação já é conhecida e usada por algumas empresas de produtos de beleza e higiene e de remédios no exterior, como as francesas Anna Pegova, Chanel e L’Oréal. No caso da tecnologia desenvolvida pelo IPT e pelas quatro empresas, a novidade está na concepção de uma plataforma para diferentes princípios ativos, o que gerou quatro depósitos de patentes. “Determinamos o melhor tamanho de partícula, pH, viscosidade, teor de sólidos e estabilidade físico-química para cada ativo”, explica Natália. De acordo com ela, as técnicas de nanoencapsulação são inspiradas nas células dos seres vivos. “Elas são basicamente compostas por uma membrana, que protege o núcleo e as organelas internas”, diz. “Mas essa membrana tem também outras funções. Ela modula a atividade celular, permitindo, de forma seletiva, que substâncias entrem ou saiam das células.”

Além dos avanços tecnológicos, chama a atenção o fato de empresas concorrentes se unirem em torno de um mesmo objetivo, algo incomum no Brasil. “Nesse trabalho todos cooperam para conseguir fazer algo maior e melhor do que seria possível se fosse cada um por si.” Segundo Natália, a tecnologia desenvolvida não será empregada apenas para aqueles princípios ativos específicos testados durante a pesquisa, mas também para novos produtos que possam vir a ser desenvolvidos por cada uma das empresas.

“Para produtos cada vez mais complexos é fundamental que, na fase de pesquisa e desenvolvimento [P&D] pré-competitiva, empresas se associem, inclusive concorrentes, para dividirem os custos e também os riscos do desenvolvimento tecnológico de baixa maturidade”, avalia Humberto Pereira, vice-presidente da Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras (Anpei). “A parceria tecnológica entre concorrentes é bem difundida nos Estados Unidos, como o programa NextGen, para modernização do controle aéreo, e na União Europeia, o Programa-Quadro, também em parceria, que abrange áreas como saúde, nanotecnologia e transportes, entre outros.”

A professora Rosiléia das Mercês Milagres, da Fundação Dom Cabral, em Nova Lima (MG), lembra de um exemplo importante de empresas concorrentes participando de um projeto cooperativo. “O projeto Genolyptus [Rede Brasileira de Pesquisa do Genoma de Eucalyptus], que realizou o mapeamento genético do eucalipto entre 2002 e 2008, contou com 12 empresas florestais, como Klabin Suzano, e Votorantim, sete universidades e a Embrapa”, diz Rosiléia. Entre as vantagens desses agrupamentos estão a redução de riscos e o compartilhamento dos benefícios com menor custo. “Os projetos cooperativos produzem trabalhos com qualidade e valor numa velocidade impressionante”, diz o engenheiro agrônomo Jefferson Luís da Silva Costa, pesquisador e assessor da Diretoria de Pesquisa e Desenvolvimento da Embrapa em Brasília.

No IPT: detalhe de equipamento que permite medir experimentalmente a penetração das nanopartículas na pele [Foto: Eduardo Cesar]

Conhecimento e capacitação - Na primeira fase do projeto foram desenvolvidas as duas plataformas de nanoencapsulação. Nessa etapa, chamada de pré-competitiva, houve atividades conjuntas entre os pesquisadores do IPT e as equipes técnicas das empresas. Participaram diretamente das atividades 10 pessoas do instituto e 23 das parceiras e do Itehpec. O avanço das pesquisas e o conhecimento gerado foram compartilhados por meio de seis reuniões coletivas e dois cursos realizados no IPT, contemplando teoria e prática. Aconteceram, ainda, mais de 30 encontros individuais (do pessoal do IPT com os representantes de cada uma das empresas) e cerca de 500 horas, em várias atividades, de capacitação dos profissionais das indústrias. A segunda fase foi individual e sigilosa entre o IPT e cada uma das parceiras, que trabalharam com seus princípios ativos de interesse, em busca de solução sob medida para sua linha de produtos. Foram assinadas cláusulas de confidencialidade para garantir o segredo industrial.

A experiência foi positiva. “O modelo de trabalho do projeto despertou muito interesse, porque foi usada uma metodologia que, além de propiciar o desenvolvimento tecnológico, poderá trazer também vantagens competitivas e econômicas”, diz Deli Brito de Oliveira, gerente de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação da Theraskin Farmacêutica. “O profissionalismo pautou as discussões e possibilitou o êxito, proporcionando ganhos de todos os lados. Tivemos a oportunidade de conhecer e internalizar uma nova cultura de inovação e tecnologia.”

Para o gerente de Pesquisa Tecnológica do Grupo Boticário, Gustavo Dieamant, o modelo de projeto cooperativo é muito bom para incentivar pesquisas aplicadas que necessitam de grande investimento. “Cada uma contribuiu com seu conhecimento e isso proporcionou resultados rápidos e efetivos. Apostamos em novos modelos colaborativos com divisão de recursos financeiros, econômicos e riscos”, diz Dieamant.

Fabio Yamamora, diretor técnico da Yamá, conta que a participação da empresa no projeto foi uma decisão estratégica tomada para atender o mercado de cosméticos que é também muito desafiador. “A cada três meses havia uma reunião geral em que se fazia o alinhamento do conhecimento gerado das rotas de encapsulação, porém sem dar detalhes dos ativos escolhidos por cada uma”, conta Yamamora. Para Luciana Hashiba, gerente de Inovação da Natura, o ganho maior foi a parceria com o IPT, que fez a interface com cada indústria e desenvolveu a tecnologia. “Depois cada uma deu continuidade ao desenvolvimento da metodologia”, explica.

No caso da Natura, Luciana diz ainda que a nanotecnologia é fundamental para entregar ao consumidor um cosmético diferente no aspecto sensorial, com resultados de tratamento e proteção da pele cada vez mais efetivos, além de produtos seguros para o uso que permitem a liberação de ingredientes ativos de forma mais controlada. “Na nossa organização, a inovação nasce principalmente de diferentes formas de colaboração”, explica Luciana. “A inovação aberta, como neste caso do trabalho com o IPT, tem grande potencial para alavancar resultados para nós e para a rede envolvida em projetos desse tipo.”


Domínio da tecnologia - Em relação à tecnologia propriamente dita, Luciana diz que a Natura espera incorporá-la caso ela se mostre viável nas etapas subsequentes ao desenvolvimento de novos cosméticos. “Ainda precisamos realizar diversos processos e metodologias voltados a sua segurança e eficácia, como fazemos com todos os nossos produtos”, explica. “Se tudo correr bem, a inovação será algo de impacto para nossa linha.”
A Yamá também pretende usar a metodologia como base para o desenvolvimento futuro de outros ativos nanoencapsulados. “Esperamos obter melhoria da qualidade do processo de fabricação, redução da irritabilidade de alguns ativos e aumento da compatibilidade entre matérias-primas”, enumera Yamamora.

Simone Tiossi, diretora de Operações e Inovação da Theraskin, diz que a introdução da nanotecnologia na empresa trará grandes benefícios, porque poderá estendê-la a outras linhas de produtos e também conduzir novos desenvolvimentos depois da tecnologia implementada. “Esse projeto foi o primeiro passo para a construção do conhecimento necessário para o domínio da tecnologia, que tem sido bastante difundida mundo afora, proporcionando soluções de problemas anteriormente não vislumbradas”, explica Simone. Os resultados do trabalho com o IPT são considerados igualmente promissores pelo Grupo Boticário.

“O próximo passo será realizar um estudo de escalonamento da metodologia, bem como estudos in vitro e clínicos para garantirmos sua segurança e eficácia”, informa Dieamant. “Até aqui o projeto foi conduzido em escala de bancada. Agora nós, o Itehpec e as quatro empresas estamos avaliando a possibilidade de continuação de uma nova fase do projeto para trabalhar o escalonamento de produção dos encapsulados de interesse dentro da realidade de produção de cada uma”, diz Natália, do IPT.


17 junho 2016

8

Lanolina - indispensável para cuidar da pele nos dias frios

Olá, Belinhas!

Deixe-me aproveitar que o frio deu uma pequena trégua para dar uma dica prá lá de boa! Com certeza, vocês já devem ter usado produtos hidratantes enriquecido com Lanolina, mas por acaso já usaram Lanolina Purificada vendida em farmácia desenvolvida para uso nos mamilos durante a amamentação. Por ter propriedades cicatrizantes, ajuda a melhorar a saúde da pele, tratar fissuras e no caso dos bebês, a lanolina pode não precisa ser retirada antes de amamentar (pode ser ingerido, não contém sabor ou fragrância).



O que é a Lanolina?

A lanolina é um produto natural obtido a partir da cera de lã bruta gerada pelos beneficiadores têxteis como um subproduto de seu processo. Durante o beneficiamento, a lã é lavada com uma mistura de sabões e detergentes gerando uma mistura de água, sabões e vários tipos de impurezas impregnadas.
Normalmente, pode-se obter entre 10 a 15% de gordura de lã neste tipo de processo. Quimicamente, é uma mistura completa de ésteres de ácidos carboxílicos de cadeia linear, ramificada e hidroxiácidos de cadeia linear, dióis, esteróis e álcoois triterpênicos. Possui também pequenas quantidades de ácidos livres e hidrocarbonetos. Tem propriedades emolientes, hidratantes, regenerativas e protetoras para a pele. [Fonte: Wikipedia]

A lanolina é, então, obtida através do processo de refinação de cera da lã bruta. Além do aspecto específico de transformação da cera de lã bruta em lanolina, pode-se considerar que há uma ação ecologicamente correta, pois além de não causar dano aos animais, evita que este produto seja enviado aos emissários, poluindo o meio ambiente.

* Entre os Veganos que são contra o uso comercial de qualquer ativo de origem animal, o mel das abelhas, lã ou a lanolina das ovelhas não deveriam ser usados em benefício dos seres humanos, mesmo em situações em que o animal não seja sacrificado.


Conheço e uso lanolina há décadas, mas na sua forma purificada, foi somente quando eu fui mãe que o produto foi prescrito pela pediatra da Joana para me oferecer mais conforto no processo de amamentar. Isso foi em 2008 e de lá para cá, todos os anos durante o inverno sempre compro lanolina (creme protetor para seios) e faço dele uso cosmético.

As utilidades são várias! Serve como hidratante das cutículas, para uso na pele em áreas depiladas ou ressecadas como nos joelhos, calcanhares e cotovelos. Nos lábios, a lanolina faz milagres e aplicada antes de passar o bastão labial, o resultado regenerativo é incrível.

Também uso nos cantinhos e na parte interna do nariz. Ajuda muito no tratamento de lesões provocadas pelo frio ou em situações de rinite ou coriza provocada por gripes ou resfriados.

Outro benefício que descobri é que a lanolina purificada ajuda muito a controlar o rubor e/ou rosácea. No frio meu rosto fica uma pimenta! Quando aplico a lanolina percebo que a pele acalma bem mais rápido. Ela é rapidamente absorvida pela pele e não deixa resíduos. 

Em tratamentos de pele com ácidos ajuda a acelerar a renovação cutânea e controla bem o estado inflamatório pós pelling.

Nas farmácias há várias marcas de lanolina purificada para proteção dos seios.  Millar, Lanidrat, Lansinoh, Memê, Mustela, Mamylan e Mamaliv são as principais opções. Os preços variam muito de laboratório fabricante. A Mustela é uma das mais caras e a Memê (Cimed) tem o preço mais acessível (tem torno de R$ 15,00),










Para quem é mãe e está amamentando continuo na brigada para que todos os produtos que possam ficar próximo dos bebês que as embalagens tenham tampa flip-top. Imaginem uma mãe cansada, dormindo pouco, acordando várias vezes durante a noite, com fissuras no mamilos, precisando aplicar lanolina e tenha que manusear uma tampinha de rosca minúscula e por pura exaustão acabe deixando cair a tampinha na cama ou no berço? Isso pode realmente acontecer e os bebês a partir dos 3 meses já começam a explorar tudo que está em seu campo de contato visual. Eu amamentei a Joana até os 7 meses de idade e nessa época ela colocava tudo na boca. Sendo assim, tampinhas de rosca são um perigo. Pomadas de trocas de fraldas nem se fala!

Para essa temporada Outono/Inverno 2016 comprei a Memê. Paguei em promoção R$ 5,66. Contudo, a bisnaga continua daquelas de pomada/medicamento, metálica com a tampinha piquititinha que pula e sempre cai em locais difíceis de pegar. Vale a pena comprar uma bisnaga em farmácia de manipulação e fazer a troca por uma opção mais prática e principalmente mais segura. 




Levo lanolina na bolsa, tenho outra perto da cama e aplico sempre que sinto necessidade. É tudo de bom!

Vocês também podem encontrar a lanolina presente em outros cosméticos como pomadas para trocas de fraldas, loções hidratantes e produtos da marca Nivea Care. Basta ler com atenção os ingredientes na composição. Lanolin é a denominação na maioria das rotulagens.

Espero que o post seja útil e que possa tratar a a pele não só das mulheres que estão amamentado, mas os adultos e crianças. Para os homens por exemplo, aplicar lanolina purificada após o barbear é excelente, pois a lâmina remove a camada de proteção natural da pele! E nas crianças é muito comum lesões provocadas pelo frio ou exposição solar intensa. É um recurso maravilhoso!


Beijocas mil e inté mais!






12 junho 2016

6

8 Sabonetes para usar no frio que podemos encontrar nas farmácias


Oi, belinhas!

Estou passando um horror de frio e mal consigo mexer minhas mãos para escrever.  Quando as temperaturas despencam, a pele sofre muito e quem tem problemas com sensibilidade mais ainda. Nessas horas o banho quente é o maior vilão porque a água em temperatura muito alta resseca severamente a pele, provocando rubor, fissuras, eritema, entre outros danos. 
Por isso, aqui vai as minhas dicas de produtinhos ótimos que garimpar com facilidade nas farmácias!
Todos eles estão devidamente aprovados e tem preços justos. Confiram!


1. Sabonete Líquido Baby Dove Hidratação Sensível. Textura cremosa e ajuda bastante porque faz pouca espuma e ainda ajuda a deixar a pele mais macia e protegida. R$ 12,00.


2. Sabonete Líquido Granado Bebê. Base 100% vegetal, rico em glicerina, tem fragrância delicada e limpa a pele de forma bem suave. R$ 15,50.



3. Espuma de Banho Pom Pom. Esse produto é um super carinho para a pele! Textura foam levíssima, enriquecido com glicerina, pode ser usado da cabeça aos pés. É uma delícia lavar o rosto com ele. R$ 12,00.



4. Sabonete Líquido Johnson's Baby Recém-nascido. O Sabonete líquido da linha Recén-nascido Johnson's Baby é tão suave que pode ser usado desde o primeiro dia de vida. Um verdadeiro achado para quem tem pele sensível. R$ 15,00.



5. Sabonete Líquido Neutrogena Ultra Gendle. Em versão generosa de 354ml, o Gel de Limpeza Neutrogena Ultra Gentle é rico em glicerina e seu custo/benefício o torna o melhor dermocosmético para peles muito sensíveis. Serve a limpeza do rosto e do corpo durante os dias mais frios do ano. R$ 70,00.

6. Dermacyd Infantil. Adoro o Sabonete Líquido Dermacyd Infantil. Textura perolada, fragrância muito suave, limpa delicadamente e ainda deixa a pele macia. R$ 18,00.


7. Sabonete em Barra Johnson's Baby Limpeza Suave. O sabonete branquinho Johnson's Baby não pode ficar de fora desta lista. É o baratinho curinga que salva a pele todos os meses do ano. Cheirinho inconfundível, limpa a pele sem ressecar e tem preço excelente. R$ 3,00.



8. Sabonete em Barra Granado Lanolina. Se há um ingrediente que é absoluto quando o assunto é  frio severo, a lanolina é a campeã. Ela nutre, hidrata e ainda ajuda a reforçar a camada de proteção da pele. Queria muito que a Granado lançasse a versão líquida desse sabonete que é considerado medicinal e que realmente é um aliado fiel durante todo o inverno. R$ 5,00.




09 junho 2016

1

Um pente, amor para toda vida!

Gente,

Vejam só que depoimento mais lindo! Faz bastante tempo que escrevi uma resenha sobre o Pente Mascardi e que toda pessoa que o possui, tem muito apego.  Achei muito linda essa história e por isso compartilho com vocês. Vale a pena ler!

* * *


Um Pente

Querida e amada filha,

Você sempre me surpreende positivamente !

Como alguém pode usar o mote de um singelo pente para fazer a mais linda e tocante declaração de amor ? Sua sensibilidade. Carinho e atenção me impressionam sempre, você é generosa e bondosa para comigo, me valoriza tanto e eu acredito que não mereço este reconhecimento todo.

Mas de uma coisa você pode mesmo ter certeza absoluta: meu amor, e a admiração que lhe dedico, e sei que ele permanecerá nesta e em outras vidas que por ventura venham a existir, ou já existiram, e a nossa relação forte aprofunda este elo.

O amor, carinho e admiração que sinto por você é obra de deus, que nos deu a oportunidade de juntas podermos crescer e nos desenvolver. Ele foi muito generoso comigo, pois colocou um ser muito evoluído para me ajudar a melhorar e crescer, vejo a sua luz e o seu espírito de amor, que enche de paz esta família que te acolheu, e a família linda que você constituiu.

Você se torna mais importante, e imprescindível nas nossas vidas, a cada dia. Obrigada, nossa filha, por ter aceitado fazer parte do nosso crescimento e evolução.

Te amo pela eternidade.



P.S. Seu pai descobriu o tal pente, e já que ele dura tanto, esperamos que ele te faça companhia e te lembre destes seus velhos pai e mãe, por muito tempo.

P.S. do Papai
Comprei dois conjuntos, um é para você, e outro para a Anne, entregue para ela, e conte deste episódio, quando ela puder compreender seu significado. Com amor, Papai


* * *

Onde comprar: No Mercado Livre há vendedores que possuem os pentes Marcardi.




03 junho 2016

2

Banho de Brilho Kert está com Nova Embalagem!

Oi, Belinhas!

Olha só que novidade super bacana! A Kert atendeu à sugestão dos fâs do Banho de Brilho e agora o produto que já era excelente, agora está de cara nova! Bisnaga flexível com tampa flip-top!!! 
Além de maior praticidade na aplicação porque o produto vem prontinho para usar e pode ser usado em até 4 aplicações, a Kert Cosméticos tem um cuidado enorme com o uso sustentável e mais racional das matérias primas usada nas suas embalagens. A empresa foi pioneira em utilizar o interior das caixinhas para eliminar o folheto explicativo, uso de fontes mistas de papel para reduzir o consumo de celulose, manejo dos resíduos produzidos na produção dos cosméticos, entre outras ações.

Fiquei muito contente ao ver que o produto que tanto gosto eliminou a caixinha e adotou o sistema de bisnaga. É ou não é supimpa?!


Não foi somente Vanessa, a Chata das Embalagens que curtiu a mudança. Diversos consumidores comentaram na fanpage da Kert no Facebook. Fiquei toda contente quando vi que meu comentário foi selecionado. Amei o carinho!





O Banho de Brilho Kert é o que possui maior variedade de tons de nuances e ainda tem formula com cistina. É muito brilho e maciez aos fios. Keraton é uma máscara hidratante com cor, tonalizante indicada para ser aplicada após o processo do alisamento ou permanente, entre uma coloração e outra ou sempre que seus cabelos perderem a cor e o brilho.

Benefícios:
  • Realça a coloração dos cabelos.
  • Tonaliza das pontas às raízes.
  • Trata profundamente com Aminoácidos da Cistina.
  • Recupera cabelos quimicamente danificados.
  • Trata e colore cabelos desbotados e sem brilho.










Tenho muito carinho pela Kert, não apenas pela parceria de anos aqui no blog, mas pela marca que tem muita personalidade e desenvolve produtos tanto para uso profissionais como para tratamento em casa. #valeukert #ameimuito

Beijocas mil para todo o Centro Técnico Kert!


01 junho 2016

4

Desafio Embelleze Todo Dia é Dia de Cachos

Oi, Belinhas!


A Embelleze lançou o desafio no Facebook para apresentar 30 lançamentos de produtos Novex e Revitay para todos os tipos de Cachos! Foi adotada a classificação americana para definição do tipo  e estrutura de cacho. Com isso, temos produtos bem ajustados. Quem tem ondas e cabelos fininhos, vai melhor desfrutar de produtos mais leves e quem tem aquele cabelão, vai ter seus cachos super definidos. O melhor de tudo é que são cosméticos com preços acessíveis. Estou acompanhando cada imagem apresentada no desafio. Vem dá uma olhada!


























  



































Vídeo do Canal Embelleze com encontro das blogueira super cacheadas!


Vou ficar atualizando esse post a cada lançamento! Afinal, o desafio de 30 cosméticos para cachos não é pouca coisa!

Beijocas mil e inté mais!