16 janeiro 2020

0

MINOXIDIL EM CÁPSULAS Novidade para tratamento contra queda de cabelo

Olá, gente!

No segundo semestre de 2019 minha dermatologista prescreveu para o tratamento da minha alopecia androgenética MINOXIDIL em cápsulas para uso oral. Fiquei empolgada com essa novidade porque é um ativo bastante eficaz e bem conhecido na literatura. 


Como trata-se de uma nova tecnologia farmacêutica, não é fácil encontrar farmácias de manipulação que faça o medicamento. Aqui em MARINGÁ-PR a única farmácia disponível é a Medfórmula. Conversando com profissionais da área sobre o assunto, fazer o MINOXIDIL em cápsulas exige investimento farmacotécnico. É difícil estabilizar o ativo e é necessário autorização para que a farmácia possa produzi-lo.

A dose indicada  diária prescrita para mim  é de 1mg. É necessário realizar exames laboratoriais, e avaliação cardiológica para estar apto ao trata mento. O ativo FINASTERIDA de uso oral eu já havia feito e não tive resultados significativos para continuar fazendo tratamento com o mesmo. Outra novidade foi o aumento da concentração percentual do MINOXIDIL via loção tônica capilar. Ao invés do conhecido 5%, agora estou com 10%. 

Para quem conhece MINOXIDIL de uso tópico no couro cabeludo sabe que é péssima a textura que fica no cabelo. O fio fica duro é muito ressecado. Se com 5% já era ruim, com 10% É horrível!  

Contudo, os resultados são surpreendentes! Já no primeiro mês fazendo trata mento com MINOXIDIL ORAL e MINOXIDIL 10% com aplicação no couro cabeludo, pude notar a estabilização da queda. 

Comecei a notar mais pinicadinhas no couro cabeludo, a queda sumiu e com o passar dos meses As áreas de rarefação começaram a serem preenchidas com novos fios  (minha queda é difusa, ou seja, topo da cabeça é ralinha ao ponto de ver o couro cabeludo).

Outro detalhe que foi evidente é que mesmo com dose alta, não tive efeito rebote shadding, não ocorreu queda forte antes de verificar melhora. Como eu faço tratamento há 20 anos e meu organismo já conhece o MINOXIDIL, pode ter relação com a ausência da queda livre.

Perdoem -me por não ter fotos para mostrar o antes e depois para vocês. Eu não faço registro da minha queda. Para mim é mais fácil fazer um nude que mostrar meu cabelinho de piu piu!
Mas eu fiquei bastante surpresa com os resultados, sem ter passado por infusão transdérmica de ativos no couro cabeludo, sem sessões de ativação capilar com laser.

Estou bem recuperada da queda e bastante feliz com essa nova abordagem de tratamento. A minha rotina continua com outros ativos como o Bio Capigen, Fatores de Crescimento, Cafeína, Biotina e suplementação oral de vitaminas, minerais e aminoácidos.

Durante o dia tenho usado o Tônico PIELUS da Mantecorp. A fragrância e textura são excelentes. Inclusive depois eu prometo que faço um post sobre o shampoo e tônico PIELIS para vocês.

De noite eu faço a aplicação do MINOXIDIL em loção. Sempre aplico após lavar o cabelo. Logo que o cabelo seca fica duro como se tivesse passado gel! Eu acho o fim! Mas vale a pena o sacrifício. 

De tudo que conheço como paciente com alopecia feminina, o MINOXIDIL oral fez toda a diferença. Se em termos de resultado eu só percebia, controle de queda, ver o preenchimento das falhas é uma grata surpresa. Claro que jamais terei uma cabeleira maravilhosa, mas poder me olhar no espelho e não ver minha careca é incrível.

Espero que meu relato possa ser útil. Lembre-se que o MINOXIDIL é um ativo com função vadodilatadora, que podem produzir efeitos colaterais. Sendo assim, é imprescindível a validação médica e tratamento com consultas regulares a avaliação clínica.

Nos Estados Unidos o ativo em cápsulas e vendido sem receita médica. Mas aqui no Brasil, além de não ser feito em qualquer farmácia, precisa da receita, Ok! 

Beijocas mil e inté mais!